Banquete para os passarinhos: o gesto que encantou a internet

- Advertisement -

Como você descreve a sua relação com a natureza? A de Graciela Santos (39), por exemplo, é inspiradora e o motivo reside em um dos mais belos gestos ampliados pelas redes sociais: o “banquete dos passarinhos”.

O banquete nada mais é do que uma pequena caixinha instalada no alto de uma árvore, recheada com frutas diversas, sementes e muita água para que os passarinhos possam se deliciar.

Ação contra o infarto: conheça os benefícios do açaí

Formada em pedagogia e atualmente estudando ciências biológicas, a moradora de Porangaba (SP) — distante 347 km da capital paulista —, compartilha diariamente com os seguidores a montagem desse oásis nas alturas.

“Eu coloco o banquete para os passarinhos há 10 anos. No início a gente colocava apenas na cidade, mas em 2021 conseguimos realizar o nosso maior sonho de ter uma chácara e nós sempre falávamos que, se um dia tivéssemos, iríamos colocar várias caixinhas para os passarinhos”, relembra.

A primeira “caixinha” começou a ser compartilhada em 2021 por meio de um canal no Youtube, mas o pouco envolvimento de Graciela com o mundo digital a fez se ausentar, retomando tempos depois sob os incentivos do marido, dessa vez em um perfil pessoal no Instagram.

“Comecei a compartilhar esse ano. Eu não esperava que fosse ser visto por tantas pessoas. Eu não era muito ativa nas redes sociais. Desde que comecei a compartilhar eu sinto que as pessoas que me conhecem me olham de outra maneira. Muitas pessoas que eu conheço colocaram também a caixinha para as ‘crianças’ (eu chamo eles assim)”, explica.

O banquete dos passarinhos

O gesto de Graciela é um acalento para os passarinhos, assim como para quem os assiste. Em um minuto e meio de vídeo, é impossível não esboçar pelo menos um sorriso ao assistir os pequeninos pousando nas caixinhas. Alguns chegam desconfiados, mas não demora muito até que se entregam.

Mamão e banana são os protagonistas do banquete, mas o cardápio pode incluir também laranja-lima, amora, arroz cozido, alpiste, além de um bebedouro para os colibris. Para coroar, as aves são identificadas na maioria dos vídeos. Essa identificação, inclusive, começou a ser feita inicialmente com o auxílio do marido, mas atualmente é realizada pela própria Graciela.

“Eu aprendi [a identificar] com o meu marido a maioria das espécies, agora estou pesquisando por conta própria, com pesquisas na biblioteca aqui da cidade. Meu marido ama passarinhos também e conhece quase todos”, confessa.

Graciela possui duas caixinhas instaladas na casa de sua cunhada em Porto Feliz, interior de São Paulo, e seis fixadas na chácara onde vive. Nas redes sociais, em meio aos elogios que recebe, não é difícil ver relatos de pessoas que replicaram o gesto.

“Eu fiquei muito tempo isolada, tive muitas decepções e me encontrei com eles e com meus bichinhos que eu tenho na chácara. Voltei a ser feliz convivendo com os animais e sinto que as pessoas que me conhecem sentem isso em mim. Já fui reconhecida em alguns lugares. Me chamaram de ‘a mulher dos passarinhos’. Fiquei emocionada”, revela Graciela.

Por Fernanda Palheta

- Publicidade -
spot_imgspot_img

Conteúdo Relacionado

DOL
DOLhttps://dol.com.br/?d=1
Site especializado do portal DOL com notícias, reportagens especiais e informações sobre a COP 30, maior evento climático do mundo, que será realizado em Belém, em 2025, além de temas relacionados, como Amazônia, mudanças climáticas e desenvolvimento sustentável.